O seu cachorro quer falar com todos? Ele força a barra na hora de interagir? Cuidado!

Ele pode sofrer da SÍNDROME DO CÃO VEREADOR!

Se o seu cachorro quer dar “oi!” para todo mundo porque ele é super sociável, e sair com ele é sinônimo de ter que parar toda hora para interagir leia esse texto até o final.

Pode até parecer super bacana ter um cão assim mas é melhor olhar com atenção para essa característica do seu cachorro e reavaliar pois, ela pode acabar em uma REATIVIDADE bastante trabalhosa para resolver e, ainda, provocar brigas.

Primeiro é importante esclarecer que dentro dos comportamentos de um cão sociável não deve estar incluso a falta de capacidade de não interagir, por diversas vezes e sempre que necessário. Sair pela rua querendo interagir com todos é algo bastante inoportuno e que gera problemas, não apenas para o cão mas para todo o seu entorno.

Então, pense em você durante um passeio numa calçada de uma avenida movimentada cheia de humanos e cães caminhando. Pensou? Agora, se imagine tocando cada uma dessas pessoas. Abrace, brinque, diga “Ola!” para todos. Passe a mão no cabelo, pule e chame para brincar. Pois bem, como você se viu? Achou oportuno? E as pessoas que foram abordadas por uma pessoa desconhecida (você) sem ao menos desejar essa abordagem, como se sentiram? Isso gerou boas experiência à todos? Reflita e, agora que você se imaginou com essas atitudes volte-se para o seu cão. Conseguiu entender o que estou querendo dizer?

Mas tem outro ponto importantíssimo! Junto desse pacote de campanha eleitoral entra a dificuldade em lidar com a frustração de não poder interagir com todos e a todo tempo. E no meio dessa frustração entram também: Latidos excessivos, puxões na guia, choros, ansiedade, brigas e muita agitação. Tudo isso é uma Bomba Negativa de Energia mal aproveitada que compromete o bem estar do seu cachorro, o papel dele na sociedade e também o seu, como tutor.

O lado bom desse texto é que ele te ajuda a refletir e conscientizar e agora você pode mudar tudo isso. Comece a ensinando o seu cão que, assim como ocorre com a gente, existem momentos em que podemos interagir e outros não, bem como seres que querem interagir com a gente e outros que não querem. Mas é possível melhorar esse quadro através de técnicas de educação canina, sem dor ou sofrimento para você e o seu cachorro.

COMECE PELOS LIMITES

Se você tem um Cão Vereador eu sugiro começar pela Base. E isso se faz pela construção de limites. Ensinar limites é algo que vai gerar equilíbrio no seu cachorro e a capacidade dele lidar com frustrações

E ISSO FAZ PARTE SIM DO TREINAMENTO POSITIVO DE CÃES! E se alguém lhe disser que não, cuidado! Atenção para os pontos a seguir:

  1. Todos os meus cães sabem o que é o Não. Ensino meus alunos nas consultorias à distância e utilizo muito o protocolo #fazersemfazer , também. Você já conhece? (Se não conhece me escreve e vou preparar um material para você.
  2. Da mesma forma que ensinamos o SIM, também precisamos ensinar o NÃO. Isso se faz através do condicionamento ao criarmos associações a uma palavra qualquer. No caso do Não (que eu ensino a fazer uso da palavra Hã! Hã! como marcador negativo) associo ao Canto do Pensamento. E não tem absolutamente nada de prejudicial nisso, pelo contrário, FAZ BEM! Prejudicial pra mim é criar um cachorro no “mundo dos ursinhos carinhosos” apenas do sim e do redirecionamento (com petiscos ou atenção, por exemplo).
  3. Canto do Pensamento é nada mais, nada menos do que retirar o seu cão do ambiente em que ele está se comportando indevidamente e coloca-lo no seu espaço, o Quarto Pet (local dele, onde confia e se sente seguro) por um brevíssimo intervalo.

Tem mais! Sabe o que o ensino de limites tem a ver com a PREVENÇÃO DE ANSIEDADE? TUDO! Ensinar ao seu cachorro que existem diversas coisas na vida que ele SIMPLESMENTE NÃO PODER FAZER vai ajuda-lo a compreender melhor o ambiente onde reside, a sua casa. E mais! Lares com regras bem definidas geram cães mais equilibrados. Sabia? Lembre-se sempre que regras bem definidas geram ambientes previsíveis e a previsibilidade é a melhor amiga da prevenção da ansiedade.

Emmanuelle Moraes

Deixe um comentário

Subscribe to our creative news & articles We will be emailing you the updates.
Inscreva-se.


pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese