Estudo de caso prático

A BUSCA DE ATENÇÃO é uma forma de forçar a interação com o tutor através de comportamentos impulsivos e indesejados por parte do cão. E uma das formas mais utilizadas por eles são os LATIDOS EXCESSIVOS. Latir é algo tão simples de ser executado pelos cães que isso acaba por tornar o processo de modificação comportamental (ou modelagem comportamental como é a nomenclatura + adequada) bastante oneroso para os tutores. Leva tempo, é algo de médio a longo prazo, exige MUITA dedicação do tutor mas, eu afirmo: vale muito se esforçar e melhorar essa situação com o próprio cão pois resultará na melhoria da qualidade de vida de ambos.
E neste sentido, tenho trabalhado com duas frentes que, são fundamentais para obter sucesso nesses casos:


1. Ensino dos comportamentos desejados com uso em reforço positivo.

2. Construção de regras da relação Tutor & Cão + uso de marcador negativo (meu famosos “Hã! Hã!”) como indicador dos limites que o cão precisa respeitar aliado ao uso de intervalos —> Protocolo Caminhos que não vamos mais seguir, MÉTODO BASE SÓLIDA (consulte informações sobre o meu curso on-line).

Pois bem, apenas o uso do ponto 1 vai ensinar os comportamentos desejados ao cão mas vai, reforçar a necessidade de interação\direcionamento por parte do tutor para manutenção do mesmo, ou seja, “troca-se 6 por meia dúzia” e continuaremos a ter um cachorro dependente para apresentar comportamentos favoráveis.Por isso, o ponto 2 é fundamental neste processo, ocorrendo de forma paralela, no desenvolvimento modelagem comportamental.

Através de orientação à distância, estamos  trabalhando nesta frente com o cão Cookie da tutora Mariana, de #sãopaulo #SP.  

Entre em contato para agendar a consultoria. Espero você!

Deixe um comentário

Subscribe to our creative news & articles We will be emailing you the updates.
Inscreva-se.


pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese